segunda-feira, 26 de maio de 2014

Novo Banner

Após dois anos , chegou a hora de trocar o antigo banner do Blog que era um pouco quanto infantil :
Abaixo o banner +Leandro Tadeus  2012







Por esse abaixo que é mais sério e organizado:
Banner +Leandro Tadeus  2014

Vida Útil do Windows XP para mais 5 anos após fim de suporte. [HACK]



imagem


Lançado em Outubro de 2001, o Windows XP chegou ao mercado quando o nível de propagação da banda larga e o número de equipamentos ligados à Internet eram ainda muito baixos, assim como a sofisticação e ocorrência de ataques cibernéticos. 

Passados 12 anos, a Microsoft anunciou oficialmente a "morte" do XP, não oferecendo mais suporte a este sistema (apenas à versão Windows Embedded POSReady). Mas, surgiu agora na Internet um truque que permite tornar qualquer Windows XP num Windows Embedded POSReady, garantindo suporte por mais 5 anos. 

De acordo com o site betanews, há um pequeno truque no registo que permite transformar qualquer sistema com o Windows XP num Windows Embedded Industry (conhecido com Windows Embedded POSReady 2009) garantindo assim suporte por mais 5 anos (Até 9 de Abril de 2019). 

Como ter suporte no seu Windows XP até 2019? 

Para aplicar o "hack" basta que abram o notepead, insiram o código seguinte e gravem, por exemplo, como XP.reg

Windows Registry Editor Version 5.00
[HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\WPA\PosReady]
"Installed"=dword:00000001


Depois basta dar duplo clique e está feito! 

imagem


Este truque é muito simples de aplicar mas apenas funciona em versões de 32 bits, mas há novidades aqui para quem tiver versões de 64 bits. Por enquanto o truque está funcional mas não se sabe até quando a Microsoft o irá permitir.

Usuários do Windows XP: 85% não pretendem trocá-lo

imagem


Quem entende um pouco sobre computadores sabe a importância de manter softwares atualizados. Ainda mais o sistema operacional. Mesmo com o fim do suporte da Microsoft ao Windows XP, muita gente não pretende fazer um upgrade no PC para uma versão mais recente. De acordo com uma pesquisa feita pelo antivírus Avast!, a porcentagem dos que não planejam se atualizar é de 85% dos usuários do Windows XP.

USUÁRIOS DO WINDOWS XP DESCONHECEM FIM DO SUPORTE

O levantamento foi feito com pouco mais de 200 milhões de pessoas que têm instaladas o software de proteção. Deste total, uma fatia de 23,6% ainda utiliza o sistema que não tem mais suporte, o que equivale a cerca de 47,2 milhões de aparelhos. O Avast! comparou os dados com o mês de março e constatou que apenas 2% de seus usuários deixaram o XP no período.

Um dos motivos para que o sistema continue em várias máquinas 13 anos depois do lançamento é a falta de informação. Dos usuários indagados, 21% disseram não saber que o fim do suporte terminaria no dia 8 de abril. Por fim, apenas 5% dos mais de 47 milhões de usuários do Windows XP e do antivírus pretendem comprar um novo computador, que vem com um sistema operacional atualizado de fábrica.

De acordo com dados divulgados no começo de abril pelo Net Applications, o Windows XP ainda ocupa a segunda posição em participação de mercado, com marketshare de 27,69%, ante 29,53% em março. O primeiro lugar da lista é do Windows 7, que de março para abril subiu de 47,31% para 48,77%.

USUÁRIOS DO WINDOWS XP: CHINA E HOLANDA AINDA TÊM AUXÍLIO

O suporte oficial ao XP terminou, mas não totalmente na China e na Holanda. No país asiático os usuários domésticos terão o auxílio da própria Microsoft, em parceria com Lenovo e Tencent Holdings, por tempo indeterminado. Na Holanda, o governo vai pagar para que a companhia de Redmond prorrogue o suporte a 40 mil computadores até janeiro.

Fonte:Gamevicio/TurokRJ


quinta-feira, 22 de maio de 2014

Como remover adwares e propagandas do navegador.


Fonte: Tecmundo
Istalar extensões no navegador é algo interessante, porém é preciso tomar muito cuidado ao selecionar o que você deseja usar. Muitos plugins são, na verdade, adwares disfarçados de complementos, que não possuem muita utilidade e enchem o seu navegador de propagandas desnecessárias.
Muitas vezes, esses adwares são ativados na hora em que você está instalando um programa, se você não prestar atenção. Isso já deve ter acontecido: você abre o instalador de um software gratuito e, durante o processo, ele pede para que você autorize o uso de um plugin, barra de pesquisa ou outro tipo de complemento.

Como saber se o meu navegador está infestado com isso?

Primeiramente, pode ficar tranquilo: na maior parte dos casos, esse tipo de complemento, mesmo que irritante, não causa maiores danos ao seu computador, como acontece com um vírus. Mesmo assim, não é nada interessante manter esse tipo de plugin no seu navegador.
Banners localizados em locais incomuns são um sinal de extensões maliciosas instaladas. (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)
Para saber se você possui complementos desse tipo no seu browser, repare se você anda recebendo propagandas em sites que não possuem esse tipo de elemento. Um teste simples é acessar a própria home do Facebook; se existir publicidade em áreas dessa página que não costumam estar lá normalmente, isso quer dizer que você possui adwares instalados sem saber.
Outro tipo de adware é aquele que cria links em palavras no meio do texto, aleatoriamente. Quando você passa o mouse por cima do trecho, ela mostra uma caixa de propaganda que tem relação com o que está escrito. Alguns sites possuem esse tipo irritante de publicidade nativamente, porém, se você começar a ver isso em todos os lugares, desconfie — o problema pode ser o seu navegador.

E agora, o que eu faço?

(Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock)
Nada de pânico, a solução para isso é muito simples! Se os complementos é que fazem com que o seu navegador fique maluco desse jeito, basta desativá-los e tudo volta ao normal, certo? Exatamente. Uma vez que você retirar do browser as extensões indesejadas, ele volta a mostrar os sites corretamente, sem propagandas a mais.
Para fazer isso, encontre a janela de plugins do seu navegador. No Firefox, você precisa clicar no menu “Firefox” (aquele botão laranja) e escolher a opção “Complementos”. No Google Chrome, clique no ícone em forma de ferramenta e vá até Ferramentas > Extensões.
No Internet Explorer, clique no botão em forma de engrenagem e escolha a opção “Gerenciar Complementos”. No Opera, clique no menu “Opera” (no canto superior esquerdo) e siga o caminho Extensões > Gerenciar extensões. Por último, no Safari, você deve clicar no ícone em forma de engrenagem e ir atéPreferências > Extensões.
Ok, você está na janela de complementos do seu navegador, agora é a hora de desinstalar todo o lixo. Veja tudo o que você não tem certeza do que é, extensões que prometem indicar promoções, elementos duvidosos e tudo o que você não se lembra de ter escolhido instalar, e desative-os. Na dúvida se um plugin é prejudicial ou não, é melhor retirá-lo também.
No Google Chrome, basta desmarcar as extensões problemáticas. (Fonte da imagem:Reprodução/Tecmundo)
Pronto! Alguns navegadores, como o Firefox, pedem para que você reinicie o browser para que as mudanças sejam efetuadas; outros, como o Chrome, não necessitam desse tipo de ação, basta recarregar as páginas abertas e ver os anúncios indesejados sumirem. É recomendado também limpar o cache e apagar os cookies, só por garantia.












Page View