quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Assista a centenas de canais de TV online com um aplicativo gratuito e em português


Megacubo requer apenas uma simples apresentação: um dos melhores programas para você assistir a televisão no seu computador via streaming. Totalmente gratuito, ele acessa vários canais para você ver de tudo, além da programação normal dos canais já bem conhecidos.
As opções de canais para o Brasil são imensas e a cada dia esse número aumenta. São várias categorias — como desenhos, esportes, filmes, mundo (com canais estrangeiros), música, notícias, programas religiosos e muito mais. O Megacubo não traz apenas canais de TV, mas também rádios de inúmeras regiões do Brasil.
Depois de escolhido o canal, começa a diversão. Agora, você pode montar sua própria programação com suas emissoras favoritas. A nova versão do Megacubo está disponível, e o Baixaki a oferece para você em primeira mão! Com melhorias gráficas, novos extras e recursos para gerenciamento de canais, você não pode perder a oportunidade de experimentar este programa.

Modos de exibição

O Megacubo conta com quatro modos para exibição dos programas: "Tela inteira", "Mini-player" e "Player externo". Caso você queira assistir aos filmes minimizados na lateral da tela, por exemplo, basta selecionar "Ajustes" na parte superior da tela e posicionar o cursor sobre "Em reprodução".
Ali, escolha o "Mini-player" para que a janela fique sempre em primeiro plano, na lateral inferior direita do seu computador. Essa opção é interessante para quem precisa digitar ou navegar pela web, mas ao mesmo tempo não quer perder nenhum segundo da partida de futebol do seu time de coração ou do seu programa preferido.
Em "Ajustes", você pode também editar informações sobre o próprio Megacubo, adicionar canais aos favoritos, testar a conexão e muito mais.

Baixando mais pacotes

Além das opções previamente disponíveis, você baixa pacotes para aumentar a quantidade de canais no Megacubo. Acesse o menu “Ajustes”, posicione o cursor do mouse sobre "Opções" e clique em “Adicionar ou remover pacotes”. Então, clique em “Baixar mais pacotes” para acessar a página de download.
Repositório do Megacubo
Dentro do repositório, você pode procurar os canais que bem entender através do campo de busca na parte superior da tela. Atualmente, estão disponíveis novos canais de jogos, documentários, filmes, esportes e muito mais. Selecione um deles e salve o arquivo no computador. Então, clique duas vezes no novo arquivo salvo para que ele automaticamente seja enviado para o Megacubo.

Gostou? Mande no Twitter

Seus amigos estão procurando um jogo de futebol para assistir ou então aquele filme que nunca mais passou na rede normal de televisão, e ele está em exibição neste exato momento no Megacubo? Envie essas informações para o Twitter. Seus seguidores podem ficar ligados em tudo o que está acontecendo no canal e ainda trocar informações sobre programas.
A mensagem é padrão.
Para twittar essas informações, basta que você clique em “Ajustes”, encontre “Em reprodução” e clique em “Recomendar no Twitter”. É necessário fazer o seu login e senha. Logo depois, o próprio Megacubo insere uma mensagem com o canal que você está vendo.

Assista direto do YouTube

Para que ficar alternando janelas e fazer buscas no navegador? O Megacubo agora oferece total integração com o maior site de vídeos da atualidade! Basta que você clique em “Extras”. Ali, você encontra o caminho para o YouTube. Basta clicar e fazer as buscas sobre os vídeos que você quiser.
Depois, clique na miniatura do vídeo que você deseja ver. Para rolar a lista de miniaturas, pause o mouse sobre a parte inferior dela e deixe que o Megacubo leve-a para baixo. Se quiser, use o Twitter para divulgar o que você está vendo.

Extras

O Megacubo conta com alguns recursos adicionais para proporcionar uma interação mais agradável. A primeira ferramenta é a sua integração com o serviço “Meu Guia de TV” – um site que exibe a programação que está sendo exibida na maioria dos canais de todo o mundo (inclusive podendo ser conferidas informações sobre data de lançamento, elenco, sinopse, direção, gênero, tempo de duração e horários das próximas exibições).
Outro mecanismo útil é o “Sleepr”, com o qual você pode programar que o computador seja desligado automaticamente após determinado período de tempo. Mas isso não é tudo. O serviço também tem entre seus extras um bate-papo próprio: uma maneira simples para você conversar na hora com outros usuários.

MiniTuner

O MiniTuner é uma alternativa para você ouvir rádio de maneira mais leve. Ele é bem discreto e pequeno, capaz de sintonizar mais de 200 rádios do país inteiro e também do mundo, tanto AM quanto FM. O sintonizador é minimizado na Barra de ferramentas do Windows. Os controles só aparecem quando você “chama”, clicando em “Mostrar Controles” a fim de pausar a transmissão e aumentar ou diminuir o volume.
O MiniTuner é pequeno e prático para rádios.
Pelo MiniTuner, você tem duas maneiras para mostrar aos amigos o que você escuta. A primeira, já ativada por padrão, é pelo MSN. A segunda é pelo Twitter.

Controle dos pais

A versão mais recente do Megacubo traz uma interessante ferramenta para que os pais controlem o acesso dos seus filhos aos canais que apresentam conteúdo adulto – algo bem parecido com o que acontece nos serviços de televisão a cabo.
Na primeira vez que o aplicativo é executado, ele oferece uma opção para habilitar o recurso “Controle dos Pais”. Ao ativar esse mecanismo, você deve registrar uma senha, a qual será exigida sempre que um canal erótico for acessado. Caso a senha não seja fornecida, a transmissão da programação indicada apenas para maiores de idade é bloqueada.

Informações úteis

Para assistir a muitos canais, você precisa ter um pacote de codecs atualizado. O Megacubo identifica essa necessidade automaticamente e oferece o download para você. Caso isso não aconteça, clique aqui para baixar o pacote.
Além disso, o nível de segurança da configuração de acesso à internet pode influenciar no funcionamento do software – impedindo a transmissão das programações. O desenvolvedor do aplicativo recomenda que o nível de segurança seja mantido em “Médio” ou “Médio-Alto” (o padrão do Internet Explorer).
Não se preocupe, pois se o seu sistema estiver com barreiras elevadas ativadas, o próprio Megacubo o avisa e abre a janela de configuração.


Fonte: http://www.baixaki.com.br/download/megacubo.htm#ixzz1nGlqA0Bw

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Fundador do Megaupload é solto após fiança.


Kim 'Dotcom' aparece em vídeo no YouTube comemorando primeiro lugar no ranking do Modern Warfare 3

Kim "Dotcom" Schmitz, fundador do site de compartilhamento Megaupload, saiu da prisão por volta das 21h (horário de Brasília) nesta terça-feira (21), após pagar fiança. A corte do distrito de North Shore, na Nova Zelândia, autorizou a liberdade de Dotcom por entender que ele não oferecia risco de fuga.
 
O fundador do Megaupload foi preso no último dia 20 de janeiro em sua mansão na Nova Zelândia. No dia anterior, o FBI, a polícia federal americana, bloqueou o acesso ao Megaupload. O órgão americano acusa o site de compartilhamento de arquivo de promover pirataria em massa. Dotocom já havia pedido para responder o processo em liberdade, mas não foi atendido.

Kim 'Dotcom' aparece em vídeo no YouTube comemorando primeiro lugar no ranking do Modern Warfare 3
 
"Eu estou aliviado de ir para a casa ver minha família, minhas três crianças e minha esposa grávida", disse à mídia local ao deixar a prisão.
 
Além do pagamento da fiança, para se manter em liberdade, Dotcom não poderá ter acesso à internet, ter helicóptero em sua propriedade e viajar em lugares mais distantes que 80 km de sua casa. As condições da liberdade também prevê que ele avise a polícia a cada vez que deixar sua mansão.
 
A justiça entendeu que Dotcom não teria condições financeiras de deixar o país. Recentemente, o governo da Nova Zelândia achou quatro contas no nome do fundador do Megaupload nas Filipinas, mas todas elas estavam zeradas. O juiz Nevin Dawson disse que era "muito improvável" que Dotcom tenha outras fontes financeiras que não foram monitoradas.

Em contraposição, a acusação do Governo dos Estados Unidos, responsável pela investigação do caso, disse que Dotcom era "muito rico" e que há a possibilidade de que ele tenha mais contas em outros países.
 
Prisão
Kim Schmitz foi preso pela polícia em sua casa na cidade de Auckland e, segundo as autoridades, estava trancado em uma sala cofre e com uma espingarda de cano cortado. De acordo com Grant Wormald, detetive da polícia de Auckland, o fundador do Megaupload tentou se esconder em uma sala fortificada (bunker) quanto notou a chegada das autoridades.

"Ele ativou uma série de mecanismos eletrônicos para fechar portas. Quando a polícia neutralizou as fechaduras, ele se trancou dentro da sala cofre", disse Wormald. Quando conseguiram abrir a sala, as autoridades encontraram Dotcom com uma espingarda de cano cortado. "Definitivamente não foi tão simples quanto bater na porta da frente e entrar", comentou o policial.

As autoridades confiscaram ainda vários veículos de Dotcom, entre eles um Cadillac rosa de 1959 e um Rolls Royce Phantom.
 
"Indústria do crime"
O FBI definiu os negócios de Kim Schmitz, com casa na Nova Zelândia e Hong Kong, como "indústria do crime". "Por mais de cinco anos, o site operou de forma ilegal reproduzindo e distribuindo cópias de filmes , jogos , musicas e softwares de computador , tudo ilegalmente.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

A História do Videogame Capitulo III



Para quem perdeu os dois ultímos capítulos segue o link



1985

Reprodução
Este é o Robotic Operating Buddy do NES, ou R.O.B.. O acessório excêntrico só teve dois jogos: "Stack-Up" e "Gyromite"
VEJA FOTO DE 'GYROMITE'
A Nintendo começa a fazer testes em Nova York para vender o NES no mercado norte-americano. Os varejistas estavam tão céticos em relação aos videogames que a Nintendo teve de concordar em recomprar tudo que não fosse vendido pelas lojas. E mais: deveria reformular o design para se adaptar ao gosto americano, para quem videogame era acessório de TV, não um brinquedo. Para vender o console em lojas avessas aos videogames, a empresa também inventou um robô, o R.O.B. Nessas lojas, ao invés de ser vendido como videogame, o NES vira um pacote para jogos de robô. Coisa de americano! No final, apenas dois jogos saíram para o R.O.B.: "Stack-Up" e "Gyromite", que acompanha o acessório.

Uma pistola para jogos como "Wild Gunman", "Duck Hunt" e "Hogan's Alley", sucessos do arcade e do Famicom, no Japão, é lançada. Munido de ótimos jogos da própria Nintendo, e de conversões de sucessos do arcade como "Kung Fu Master", da Irem, e o lendário "Super Mario Bros.", o NES não demora para emplacar nos Estados Unidos, apesar do lançamento patrulhado.


Divulgação
Caixinha dos primeiros jogos do NES nos Estados Unidos. A Nintendo mantinha um padrão, mas as produtoras terceirizadas tinham liberdade de criar sua embalagem
VEJA FOTOS DOS JOGOS

Seguindo a Apple, que fez sucesso com o Macintosh, a Atari, de Tramiel, também prepara um computador baseado no chip 68000 (Motorola, 16 bits), o 520ST, internamente chamado de "Jackintosh".

Também em 1985, foi lançada a segunda versão do MSX, o MSX2, com melhores gráficos e RAM mínima de 64KB.

Os jogos eram lançados em cartuchos, mas cópias de programas podiam ser encontradas em fitas cassetes e, depois, em disquetes. Com o aparecimento de jogos maiores que 64KB, os chamados MegaROMs, foram desenvolvidos periféricos específicos para acomodar todos os dados e permitir que as cópias rodassem sem sobressaltos.

Crédito
O visual de Snake na embalagem de "Metal Gear" para MSX
Crédito
Com algumas diferenças, o jogo do MSX foi adaptado para o NES
Foi nesse período que o MSX viu seus melhores jogos e, de longe, a Konami foi a softhouse que mais obteve sucesso na plataforma. Clássicos como "Vampire Killer" - precursor de "Castlevania" -, "Parodius" e "Metal Gear" nasceram no MSX. Outros jogos da Konami que fizeram sucesso incluem "Penguin Adventure" - o primeiro jogo de Hideo Kojima, que viria a criar "Snatcher" e os dois "Metal Gear" para a plataforma -, as séries "Gradius", "Knightmare" e "King's Valley", além de "Goemon" ("Legend of the Mystical Ninja") e "Space Manbow".

A companhia dava muita importância às trilhas musicais e chegou a desenvolver um chip, que vinha embutido em seus cartuchos, que acrescenta cinco canais de som aos três nativos do computador. Essa tecnologia, chamada de SCC, também foi usada no NES, em games como "Castlevania III: Dracula's Curse". Assim, os jogos da Konami também eram conhecidos pelas memoráveis composições, como as de "Gradius 2", "Salamander", "Parodius" e "Snatcher", tidas como algumas das melhores da história.

Apesar de grandes jogos e o computador mais popular do Japão nos anos 80, o MSX perdeu a concorrência para o NES - também lançado em 83 -, mais barato e com processador de vídeo melhor. O MSX2 veio com gráficos mais elaborados, mas continuou longe de competir no quesito custo. Além disso, não conseguiu ter sucesso nos Estados Unidos, onde o Commodore 64 era popular. Seu sucesso ficou localizado, fora do Japão, na Coréia do Sul, na Europa (principalmente na Holanda e Espanha), além de países árabes e no Brasil. Também foi muito popular na Rússia, pois era um dos poucos computadores permitidos para importação e foi usado até na estação espacial Mir.
1986

Satisfeita com o teste aplicado em Nova York, a Nintendo contrata a World of Wonder, criadora de Teddy Ruxpin e Laser Tag, para ajudar no marketing do NES em território norte-americano. O sistema estreou com dois pacotes: um com o R.O.B., a pistola e os jogos "Gyromite" (para R.O.B.), "Duck Hunt" e "Super Mario Bros.", ao preço de US$ 249; o outro, mais básico, vinha com "Super Mario Bros." e custava US$ 199.

Sega Master System: sucesso no Brasil, quase um desconhecido no resto do mundo
A Sega também entra no mercado americano com seu console, o Master System, esperando desempenho superior ao do mercado japonês. Distribuído pela Tonka, fabricante de caminhões de brinquedo, o console chega com a força do nome Sega nos arcades e alguns jogos originais, como "Hang On" e "Fantasy Star", mas não decola. As conversões de arcade da Sega eram muito fracas, apesar de outras softhouses terem desenvolvido bons trabalhos. A pistola e os caros óculos 3D, ambos para poucos jogos, não ajudam a melhorar a imagem do Master System. Posteriormente, o console é lançado no Brasil pela Tectoy e, sem a concorrência da Nintendo, acaba se tornando febre.

Com jogos requentados da geração passada, não deu para o Atari 7800



A Atari lança o Atari 7800 que, ao contrário do 5200, era compatível com jogos do 2600. Tarde demais. A imagem da empresa já estava manchada e as revistas criticaram os antigos títulos que foram lançados. A Nintendo domina o mercado vendendo 10 vezes mais que seus competidores. No Japão, é lançado um drive de discos com os jogos de golfe, futebol e o mitológico "Legend of Zelda". O sucesso da Nintendo faz com que várias softhouses a procurem para produzir jogos para o NES. Até empresas que davam suporte à Atari entram na onda.

1987

Reprodução
Lançado em disco no Japão, "Legend of Zelda" chega em cartucho nos Estados Unidos
Crédito
"Metroid" é outro título que ajudou a consagrar o NES no Ocidente e a enterrar de vez o Atari 2600
VEJA FOTOS
A Nintendo continua crescendo e encurrala os adversários.

A Atari ainda faz jogos para o 2600, mas estes são ignorados pela imprensa. A empresa também trabalha em conversões de "Galaga" e "Dig Dug" (Namco); "Asteroids" e "Centipede" (Atari); "Robotron: 2084" e "Joust" (Williams) e "One-in-One Basketball" (Electronic Arts) para o 7800.

"Legend of Zelda" chega aos Estados Unidos em forma de cartucho; a Nintendo decide não levar o caro periférico Disk Drive para o país do Tio Sam. Jogos como "Kid Icarus" e "Metroid" aumentam a fama do NES.

Mais um lançamento da Atari: o console Atari XE. Pela segunda vez, a empresa requenta tecnologia e tenta vendê-la como se fosse de ponta. Ao contrário do Atari 5200, o novo console usava cartuchos dos moribundos computadores da linha XE. O pacote incluía dois jogos, "Barnyard Blaster" e "Flight Simulator II", uma pistola e um teclado destacável - este último item deixou o console mais caro que o NES. Com teclas grandes e em tons pastéis, junto com uma versão em cinza claro do tradicional joystick do 2600, e fisicamente maior que o console da Nintendo, o Atari XE não emplacou. A compatibilidade com os periféricos, como disk drives, impressoras e modems dos velhos XE despertou o interesse dos donos desses computadores, mas, mesmo assim, o Atari XE afundou.


Reprodução
No Japão, o PC Engine não fez feio feio frente à Sega e Nintendo e deixou excelentes jogos
Enquanto isso, a NEC lança o PC Engine, videogame de 8 bits que teve o apoio da softhouse Hudson, famosa pela série "Bomberman". A Hudson forjou um acordo com softhouses de menor expressão para distribuir seus jogos. E mudou sua linha de trabalho para que os novos jogos ficassem diferentes dos títulos já produzidos para o NES, sucessos como "Bomberman", "Star Soldier" e "Faxanadu".

1988
A NEC faz acordos com Irem e Namco, e dá um importante passo para consolidar o sucesso do PC Engine.

Nesse ano foram lançados os jogos "R-Type" (Irem), "Fighting Street", o primeiro "Street Fighter", (Capcom) e jogos originais como "Power League Baseball" (Hudson). A Namco cria jogos de esporte, um de beisebol e outro de tênis; "Galaga '88", uma versão mais moderna do sucesso de 1981 e "Dragon Spirit", conversão de um grande sucesso dos arcades.

As brigas judiciais no mundo dos games intensificam-se. A Atari leva a Nintendo aos tribunais, alegando prática ilegal de monopólio, controle de preços e bloqueio eletrônico, via chip, para proibir o desenvolvimento de softwares de empresas não autorizadas.

Após o fracasso de sua linha de computadores ST (o "Jackintosh"), e de todos os produtos domésticos, a Atari, dirigida pelos desorientados Tramiels, lança versões de "Donkey Kong" (1981), "Donkey Kong Junior" (1982) e "Mario Brothers" (1983) para o 7800.


Alexey Leonidovich Pajitnov, nascido em 1956, mudou-se para os EUA em 1991 e fundou a Tetris Company. Entre muitos trabalhos, participou do design de "Yoshi's Cookie" (SNES) e fez "Hexic HD", para o Xbox 360
Um dos maiores sucessos da história é lançado: "Tetris", do russo Alexey Pajitnov. Embora tenha criado um jogo conhecido mundialmente e que vendeu na casa dos milhões de unidades, na época, Pajitnov não viu a cor do dinheiro, sugado pela política comunista. Até hoje, "Tetris" é inspiração para muitos quebra-cabeças.

A Nintendo lança a seqüência de "Legend of Zelda": The Adventure of Link" e "Super Mario 2". Esse, na verdade, não é o mesmo "Mario 2" lançado no Japão: considerado muito difícil para o público americano, a Nintendo of America adaptou o game "Doki Doki Panic" com os personagens de "Mario 1" e assim nasceu o que os japoneses conhecem como "Super Mario USA".

1989

Reprodução
Capa de "Tetris" da Tengen (Atari). Hoje, uma raridade para NES
A Atari descobre um meio de passar pelo chip de bloqueio do NES e lança jogos não autorizados pela Nintendo, sob a marca de Tengen.

Seguem-se inúmeros processos e recursos. A Atari ganha os direitos de lançar para o NES as versões de "Shinobi", "Alien Syndrome" e "Afterburner", todos da Sega, e conversões de arcades da própria Atari. As brigas continuam, desta vez envolvendo os direitos de "Tetris". A Atari criou uma versão com melhores gráficos para até dois jogadores, mas a Nintendo vence nos tribunais. Resta a Atari retirar seus cartuchos do mercado.

Um armazém da Tengen, abarrotado de jogos "Tetris", é destruído. Varejistas fazem a festa e vendem as cópias que têm por US$ 100.

Crédito
Game Boy começa sua carreira de sucesso nos EUA. "Tetris" e "Alleyway" são os primeiros jogos
A Nintendo lança o Game Boy nos Estados Unidos. Preço: US$ 149,95. O videogame portátil com imagens em preto-e-branco vinha com o cartucho "Tetris" e começou uma história de recordes. Versões de "Super Mario" o "Super Mario Land", um clone de "Breakout", "Alleyway" e um jogo de beisebol foram lançados rapidamente.

A NEC lança o PC Engine nos Estados Unidos com o nome de TurboGrafx-16, por US$ 189,95. Apesar das negociações com grandes softhouses no Japão, a NEC não tinha poder de fogo para combater o NES. O TurboGrafx 16 foi o primeiro console a ter CD-ROM, mas o número de títulos, nos Estados Unidos, era pequeno.

Enquanto a Nintendo, e outras empresas, tem problemas com a imprensa especializada - a Nintendo reluta em passar informações para veículos que não sejam seus, como a Nintendo Power. Já a NEC faz acordos com a Video Games & Computer Entertainment e a Sendai Publishing que anunciam a criação de uma revista especializada para TurboGrafx, com informações vindo direto dos relações públicas da empresa.

Reprodução
Mega Drive chega aos Estados com novo nome: Sega Genesis. Gráficos de 'última geração' fazem do console 16-bits da Sega um sucesso
Ainda dependendo da Tonka e de uma filial pequena, mas em crescimento, a Sega lança o Genesis - Mega Drive para brasileiros e japoneses - nos Estados Unidos. No Japão, o console já tinha relativo sucesso. Ao preço de US$ 249,95, o Genesis vinha acompanhado de "Altered Beast". O marketing da Sega, que valorizava o potencial da máquina para conversões de arcades, ajudou o Genesis a ser um sucesso.

A Atari também lança um portátil, o Lynx, desenvolvido pela Epyx que já andava mal das pernas. Ainda assim, a Epyx lançou grandes jogos para o Lynx e a Atari fez conversões do 7800 e de seus arcades. Apesar de colorido e do bom hardware, o portátil da Atari não pegou. Além de mais caro que o Game Boy - custava US$ 179,95 -, o aparelho enfrentou os boatos de falência que envolviam sua criadora.
1990

"Super Mario Bros. 3", o jogo mais vendido de toda a história, é lançado. Apesar de enfrentar a concorrência do Mega Drive e do TurboGrafx, o NES teve o seu melhor ano. console contou com a ajudinha extra das softhouses que lançaram cartuchos com chips para que os gráficos fossem melhores.
Reprodução
O Super Famicom causou filas no Japão, em 21 de novembro de 1990
Divulgação
Game Gear, portátil da Sega com a tecnologia do Master System, saiu no Japão em 6 de outubro de 1990
No Japão, o Super Famicom, Super NES para os brasileiros e americanos, é lançado. O console de 16 bits da Nintendo, guardadas as devidas proporções, é que mais se parece com os videogames atuais. Acompanhado de "Super Mario World", o Super Famicom provocou filas gigantescas diante das lojas especializadas.

Nos EUA, a Nintendo briga na justiça com a rede de locadoras Blockbuster e defende a tese de que o aluguel de cartuchos derruba as vendas.

A SNK, que durante muito tempo desenvolveu jogos para NES, como a série "Ikari Warriors" e "Crystallis", lança seu sistema de 16 bits, o Neo Geo. A plataforma, com versões profissionais (arcade) e domésticas, era muito superior aos consoles existentes, tanto em desempenho quanto em preço. Os consoles da SNK custavam US$ 500; os cartuchos, US$ 150. Esses números nada convidativos mantiveram as vendas em baixa.

A Sega mantém a política de conversão de jogos do arcade para o Mega Drive. O console ganha versões de "E-Swat", "Afterburner II" e outros sucessos, além de garantir os direitos do fantástico, porém desconhecido, arcade "Strider", o primeiro jogo de console com oito megabits. A Capcom já havia lançado uma versão adaptada de "Strider" para o NES. Mas é a conversão da Sega é que se destaca, tanto que "Strider" ganhou títulos de melhor jogo do ano. No departamento de hardware, a companhia lança o portátil Game Gear, com a mesma tecnologia do Master System, em 6 de outubro no Japão. O aparelho chegaria ao Ocidente no ano seguinte.


Crédito
"Strider" para Mega Drive (Sega Genesis): melhor jogo de 90
Mais um portátil é lançado: TurboExpress, da NEC. O TurboExpress podia ser conectado a um sintonizador de TV. Na verdade, era um TurboGrafx portátil, com um ótimo monitor de cristal líquido. Preço: US$ 299,95. Pela segunda vez na história, um console vira portátil e, pela primeira vez, vem com monitor. O primeiro console a virar portátil foi o TV Boy, versão compacta do Atari 2600. Sem monitor e com entrada para cartucho, apesar de ter 100 jogos na memória, O TV Boy funcionava com pilha.Continua no próximo capitulo ...abaixo uma pouco dos melhores games de mega e snes







sábado, 11 de fevereiro de 2012

O Firefox está morrendo?


Dados estatísticos mostram que o navegador da Mozilla está perdendo espaço para a concorrência. Declínio chega a um terço do total da sua fatia de mercado em apenas três anos. 

imagem


De acordo com uma publicação do site ExtremeTech, com base em dados levantados pelo StatCounter Global Stats, em todos os meses dos últimos três anos o Mozilla Firefox tem perdido terreno para seus concorrentes. Segundo a matéria, o navegador da raposa teve sua fatia de mercado reduzida em quase um terço ? de aproximadamente 30% em outubro de 2009, o browser passou a ter cerca de 20% atualmente. 

Conforme o informativo, isso pode ser visto de duas maneiras. A primeira delas indicaria que o Firefox está perdendo popularidade, ou seja, os seus adeptos estão migrando para outros navegadores. O segundo ponto de vista aponta para o crescimento do número de internautas no mundo, sendo que o browser da Mozilla estaria tendo uma menor aceitação dos novos usuários, contudo, mesmo assim, estaria aumentando (em ritmo menor que a concorrência) a quantidade de pessoas em sua comunidade. 

A causa desse declínio estaria basicamente ligada à falta de investimento em propaganda (coisa que não falta para Google Chrome e Internet Explorer). Embora a Mozilla esteja fazendo reformulações interessantes em seu navegador e trabalhando em sua versão para plataformas móveis (Android e iOS), a situação não é nada confortável para o Firefox. 

imagem


O browser da gigante de Mountain View levou metade do tempo que o navegador da raposa perdurou para atingir a mesma quantidade de adeptos. O Chrome já está na cola do Firefox e pronto para passar em popularidade.

Apesar de estar em uma posição negativa, não podemos esquecer a colaboração que o navegador da Mozilla teve para a internet, sendo o primeiro a desbancar a completa hegemonia de mercado alcançada pelo IE 6 com 95% dos internautas.

Você usa o Firefox? Que melhorias poderiam fazê-lo retomar a briga com a concorrência? O que falta para o browser da raposa assumir a liderança de mercado?

 fonte: Tecmundo

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

DICA: BAIXE OS MELHORES GAMES ANTIGOS PARA COMPUTADOR

Uma super dica para os gamers mais antigos são sites com conteúdo abandonware , ou seja , games antigos da década de 80 e 90 ou para aqueles mesmo que enjoarem dos games atuais é uma boa pedida.

O site GamesWin possui um acervo de mais de 2000 jogos da época de ouro dos games , basta entrar no site e baixar os jogos , alguns games precisam de programas especiais para rodar em versões do Windows Xp e posteriores , outros rodam apenas com programas específicos que contém para download no site.

Abaixo uma print screen do site.



sábado, 4 de fevereiro de 2012

Windows XP Eterno !? Participação de mercado do IE6 e Windows XP volta a subir


Quem achou que o Windows XP e o Internet Explorer 6 já estavam praticamente mortos e enterrados, pode começar a puxar os cabelos de raiva desde já. Como zumbis que saem das suas covas para atacar os seres vivos, os dois conseguiram milagrosamente aumentar as suas participações de mercado no mês de janeiro em alguns pontos percentuais, segundo dados da empresa de estatísticas NetMarketshare.
Em relação ao mês anterior, o Windows XP cresceu 0,67 pontos percentuais e agora tem 47,19% de participação no mercado mundial. O Internet Explorer 6 agora é usado por 8,38% das pessoas no mundo, um aumento de 0,72 pontos percentuais em relação a dezembro.
Como o Internet Explorer 6 só é suportado no Windows XP, o ArsTechnica diz que o crescimento de um provocou o crescimento de outro, o que faz sentido.
Já a participação do Chrome, Safari e Firefox cairam alguns poucos pontos, embora a mudança mais notável tenha sido mesmo a do Firefox, que perdeu 0,95% em participação. Já na área de navegadores móveis, o Safari ainda domina, seguindo do Opera e do Android. O post no Arstechnica tem vários gráficos detalhados de cada situação, para quem curte.
Mas qual o motivo desse crescimento do Winodws XP e do IE 6 é algo que ainda está envolto de mistério. Talvez uma formatação de computadores em massa que acontece sempre que os sobrinhos mais tecnologicamente aptos vão passar o natal com a família? 




Isso mostra o quanto ainda este sistema operacional mesmo sendo um pouco defasado continua sendo o numero 1 mesmo com as inovações do Windows 7 seu antecessor , pois o Windows Vista nunca mereceu esse titulo , continua firme e forte nas máquinas de milhões de pessoas no mundo.


Page View